'Look for the one,' Elder Bednar teaches in Spain and Portugal | Deseret News

Templo de Lisboa Portugal

Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias vai ter campanário de 43 metros e terá parque de estacionamento com 117 lugares
Lisboa vai receber o primeiro templo mórmon em Portugal, a construir no Parque das Nações, com um campanário de 43 metros de altura, cerca de 2.000 m2 de área e em betão armado à prova de sismo.
A cerimónia de lançamento da primeira pedra da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias vai decorrer no sábado, sendo também apresentado, nesse dia, o "projeto de forma mais detalhada aos fiéis da Igreja e à comunidade em geral", disse à Lusa fonte da Igreja mórmon.
Numa nota escrita, a mesma fonte adiantou que a área de implantação do templo será de dois hectares -- jardins incluídos -, que o templo não vai exceder os 2.300 m2 e que terá um parque de estacionamento com 117 lugares.
"O edifício do templo será construído em betão armado, à prova de sismo, e terá uma cobertura de pedra calcária em todo o exterior. Terá vitrais nas janelas. O campanário terá uma altura de 43 metros, já com a estátua do anjo Moróni no local", acrescentou.
Aquela estátua é usada em quase todos os templos e é a representação da pregação do evangelho por um antigo profeta do Livro de Mórmon (conjunto de escrituras usadas pelos Mórmons, a par da Bíblia).
A fonte disse ainda que o "interior terá chão em mosaico, pedra e carpete, as portas e respetivos umbrais serão trabalhados em termos de carpintaria, os corrimões serão em bronze e algumas das paredes serão pintadas".
Questionado sobre os valores previstos para a construção do templo, a fonte escusou-se a responder, alegando "não ter acesso a essa informação".
A construção do templo vai demorar entre dois a três anos e, depois de inaugurado, vai estar aberto ao público em geral durante umas semanas para permitir visitas feitas por guias para explicar o propósito de cada sala e dependência.
Após essas "semanas abertas", "o templo é então 'dedicado' e, a partir dessa data, apenas membros da Igreja poderão entrar", indicou a fonte.
O crescimento de fiéis da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias motivou a construção do templo, uma vez que, "assim que a Igreja tem uma relativa dimensão num determinado país, é construído um templo".
Segundo a mesma fonte, existem atualmente 42 mil membros em Portugal e o templo mais perto que têm é em Madrid, Espanha.
"Ter um templo em Portugal irá dar aos fiéis a oportunidade de casar e realizar ordenanças sem ter de incorrer em viagens longas e dispendiosas para outros países", frisou.
A cerimónia de sábado é reservada a convidados, "podendo o público em geral assistir aos procedimentos em direto a partir das capelas locais (reservadas para as reuniões dominicais, ensino religioso e atividades recreativas ou sociais)", através da televisão.
O templo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias vai ser construído na zona norte do Parque das Nações, próximo do mercado de Moscavide.

o Portal Vida Mórmon esta a lançar novas t-shirts de edição limitada

o Portal Vida Mórmon esta a lançar novas t-shirts  de edição limitada vá ate a nossa loja e façao seu pedido






Loja de T-shirts Vida Mórmon

Informações Básicas sobre a Igreja

Crescimento da Igreja

De acordo com o National Council of Churches [Conselho Nacional de Igrejas], A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a segunda igreja que mais cresce nos Estados Unidos. Entretanto, apesar desse número crescente de membros, a Igreja evita dar ênfase excessiva às estatísticas de crescimento. A Igreja não faz nenhum tipo de comparação estatística com outras igrejas e não se autodenomina a entidade cristã que mais cresce, apesar de os meios de comunicação muitas vezes afirmarem isso. Essas comparações raramente levam em conta uma multiplicidade de fatores complexos, inclusive os níveis de atividade dos membros, o número de falecimentos, a metodologia usada para cadastrar ou contar os membros e que fatores definem a condição de membro da Igreja. As taxas de crescimento também variam significativamente em todo o mundo. Além disso, muitos outros fatores contribuem para o fortalecimento da Igreja, especialmente a devoção e o compromisso de seus membros.
Foram necessários 117 anos — até 1947 — para que a Igreja aumentasse de seis, o número inicial de membros, para um milhão. Os missionários sempre foram um recurso usado pela Igreja desde o seu início. Eles viajaram das terras dos índios americanos ao Canadá e, em 1837, saíram do continente norte-americano para a Inglaterra. Não muito tempo depois, trabalharam no continente europeu, indo também à Índia e às Ilhas do Pacífico. O marco de dois milhões de membros foi alcançado dezesseis anos depois, em 1963, e o de três milhões, oito anos mais tarde. Esse padrão acelerado de crescimento continuou, sendo que, hoje, um milhão de novos membros se filiam à Igreja a cada três anos ou menos. Esse crescimento deve-se tanto ao batismo de conversos quanto ao crescimento natural proveniente de nascimentos. O número de membros da Igreja hoje passa dos 14 milhões.

Programa Missionário

Mais de 52.483 missionários servem em missões para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em qualquer momento. A maioria é de jovens com menos de 25 anos, servindo atualmente em cerca de 340 missões no mundo inteiro.
Os missionários podem ser homens solteiros entre 19 e 25 anos, mulheres solteiras com mais de 21 anos ou casais aposentados. Eles trabalham com um companheiro do mesmo sexo durante a missão, com exceção dos casais, que trabalham com o cônjuge. O número de missionários de serviço da Igreja atuantes era de 20.813, muitos dos quais moram na própria casa e são chamados para dar suporte a uma variedade de funções da Igreja. Os homens solteiros servem missão durante dois anos, e as mulheres solteiras por dezoito meses.
Missionário na Praça do Templo
O trabalho missionário é voluntário. Os missionários custeiam a própria missão,— exceto pelo transporte de ida e volta do campo de trabalho,— e não são pagos por seus serviços. O contato com a família e os amigos durante esse período de serviço é limitado a cartas e telefonemas esporádicos à família em ocasiões especiais. Os missionários evitam entretenimentos, festas e outras atividades comuns a essa faixa etária enquanto estão em missão, para que, assim, possam concentrar-se exclusivamente no trabalho de servir e ensinar às pessoas o evangelho de Jesus Cristo.

Templos

A santidade do templo em épocas antigas pode ser constatada tanto no Velho como no Novo Testamento. No Velho Testamento, Moisés fez com que os filhos de Israel carregassem com eles o Tabernáculo (um templo grande e portátil), ao peregrinarem pelo deserto. O rei Salomão construiu e dedicou o grande templo que foi destruído pelos babilônios em 586 a.C. Ele foi reconstruído e, mais tarde, ampliado consideravelmente, mas foi destruído de novo em 70 d.C., dessa vez pelos romanos. O grande Muro Ocidental ainda pode ser visto hoje em Jerusalém, e mesmo após milênios, permanece como um local sagrado para os judeus. O Novo Testamento traz um relato de Jesus Cristo purificando o templo, quando as pessoas estavam violando sua santidade, usando seus pátios como se fossem um mercado comum.
Os templos fazem com que os santos dos últimos dias se voltem para Jesus Cristo e tenham uma perspectiva de sua vida futura com Ele, com o Pai Celestial e com os membros de sua família, sob a condição de fidelidade aos ensinamentos de Cristo.
Numa revelação moderna, Joseph Smith recebeu orientação para construir um templo em Kirtland, Ohio (dedicado em 1836). Mais tarde, foi instruído a construir um templo em Nauvoo, Illinois (1846). Os templos eram tão importantes para os primeiros membros da Igreja, que, poucos dias após chegar ao Vale do Lago Salgado, Brigham Young escolheu o local do Templo de Salt Lake.
Há 166 templos no mundo, seja em funcionamento, em construção ou cujos projetos já foram anunciados.

Estrutura Organizacional da Igreja

A Igreja é guiada por quinze apóstolos. O apóstolo mais antigo é o presidente da Igreja, e ele escolhe dois outros apóstolos como conselheiros. Esses três agem como a Primeira Presidência, que é o mais alto corpo governante da Igreja. Doze outros formam o Quórum dos Doze —, o segundo corpo governante mais alto da Igreja. Juntos, a Primeira Presidência e os Doze supervisionam toda a Igreja. Os membros da Igreja remontam essa estrutura organizacional aos tempos do Novo Testamento.
Todos os apóstolos são considerados pelos membros da Igreja como “testemunhas especiais” de Jesus Cristo em todo o mundo. Eles viajam frequentemente, discursando para vastas congregações de membros e não membros interessados, dando-lhes incentivo e reunindo-se com a liderança local.
Os líderes, denominados Setentas—outro ofício do Novo Testamento— ajudam os Doze Apóstolos e servem em vários locais do mundo. Atualmente há oito quóruns dos Setenta. Cada quórum pode ter até 70 membros. Alguns dos Setentas são designados para funções administrativas na sede da Igreja, mas a maioria mora e trabalha numa região geográfica específica da Igreja.
O líder de uma congregação é chamado de bispo. Sua “paróquia” administrativa é chamada de ala. Um grupo de alas forma uma estaca, e o líder da estaca é um presidente de estaca. “Estaca” não é um termo usado no Novo Testamento, mas é tirado do Velho Testamento, onde a palavra representa uma “tenda”, ou igreja, que é sustentada por estacas. Os presidentes de estaca e os bispos são os líderes mais comuns em contato com os membros da Igreja em geral. Esses líderes não são assalariados e têm uma autonomia local significativa.

Instrução

Em março de 2001, o Presidente Gordon B. Hinckley anunciou a criação do Fundo Perpétuo de Educação para dar oportunidades aos membros de obter instrução e treinamento, com o objetivo de conseguir oportunidades de emprego em seu próprio país. Rapazes e moças que moram em certas áreas fora dos Estados Unidos podem candidatar-se a esse fundo. O fundo concede empréstimos com juros mínimos ao estudante, para que ele pague as mensalidades e os livros. Depois que o aluno(a) se forma, ele ou ela pagará o empréstimo num período de oito anos. Os membros da Igreja doam dinheiro para ajudar a continuação do fundo.

Genealogia (História da Família)

Desde o início de sua história, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias incentiva os membros a pesquisar a história de sua família. A Sociedade Genealógica de Utah foi criada em 1894 com esse propósito. Durante o Século XX, foram feitas muitas negociações com os governos e guardiões de registros públicos para preservar registros de nascimento, casamento e óbito na forma de microfilmes. Mais recentemente, a microfilmagem deu lugar à tecnologia digital.
A Biblioteca de História da Família, em Salt Lake City, Utah, é a maior biblioteca genealógica do mundo e fornece acesso a muitas coleções de registros, com mais de dois bilhões de nomes de pessoas falecidas. Mais de 700 pessoas, entre membros da equipe e voluntários, ajudam os visitantes em seu trabalho de história da família. Aproximadamente 1.900 pessoas visitam a biblioteca diariamente.
Como os registros genealógicos não podem ser substituídos, a Igreja construiu um local de armazenamento climatizado em Utah, no qual guarda mais de 2,3 milhões de rolos de microfilmes e 180.000 conjuntos de microfichas.

Serviço Humanitário

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias fornece auxílio e projetos de desenvolvimento para propósitos humanitários em países do mundo inteiro. Os projetos são realizados sem levar em conta a nacionalidade ou a religião das pessoas beneficiadas. O serviço humanitário pode incluir ajuda de emergência em desastres naturais, como terremotos ou tsunamis, ou desastres causados pelo homem, como os efeitos da guerra e da fome. Pode também ser parte de um trabalho de longo prazo para atender às necessidades mais sérias e complexas, como alívio de doenças.
Serviços de Caridade SUD em ação no Haiti
As doações, feitas principalmente por membros da Igreja, mas também por pessoas do mundo todo, são usadas para viabilizar projetos de auxílio. Cem por cento das doações feitas ao serviço humanitário da Igreja são usadas no trabalho de auxílio aos necessitados. A Igreja usa outros fundos para custear suas despesas administrativas.
Os serviços humanitários da Igreja patrocinam atualmente cinco projetos globais, para ajudar as pessoas a serem mais autossuficientes. As iniciativas incluem treinamento para reanimação neonatal, projetos de abastecimento de água potável, distribuição de cadeiras de rodas, tratamentos de visão e vacinações contra o sarampo.

A liberdade religiosa é um dos maiores contributos para uma sociedade justa e fraterna


Sob a égide de uma iniciativa da Aliança das Civilizações, das Nações Unidas e que decorreu em Lisboa, no Campo de Santa Clara, no dia 4 de Fevereiro, o director nacional das relações públicas da Igreja, Dinis Adriano, falou sobre a tolerância e liberdade religiosa.
Estiveram presentes 14 confissões religiosas, que abordaram o tema da harmonia inter-religiosa de diversas maneiras. A sessão foi aberta pelo Dr Jorge Sampaio, Alto Representante das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações.

Dinis Adriano, representante da Igreja, fala sobre harmonia e liberdade religiosa
A 11ª Regra de Fé declara: "Pretendemos o privilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os ditames de nossa própria consciência; e concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os adorar como, onde ou o que desejarem".
Neste espírito, o líder máximo da Igreja que represento, Thomas S. Monson, afirmou numa conferência em Abril de 2008: Gostaria de encorajar os membros da minha Igreja onde quer que vivam que demonstrem gentileza e respeito por todas as pessoas. O mundo no qual vivemos está cheio de diversidade. Podemos e devemos demonstrar respeito para com aqueles cujos ensinamentos diferem dos nossos.”
Enfatizando o amor de Deus por todos as pessoas e não apenas para os crentes de uma dada religião ou credo, o 2º Conselheiro da Primeira Presidência, Dieter F.Uchtdorf afirmou: “ Honramos e respeitamos as pessoas sinceras de todas as religiões, não importa onde ou quando viveram, que aprenderam a amar a Deus… Levantamos as nossas vozes em gratidão pelo seu amor abnegado e coragem. Consideramos que somos seus irmãos e irmãs, todos filhos e filhas de nosso Pai que está nos céus. Ele ouve as orações dos humildes e sinceros de cada nação, língua e povo. Ele dá luz aos que o buscam e o honram e que estão dispostos a obedecer aos seus mandamentos”.
O falecido Bispo Luterano Emérito de Estocolmo e professor em Harvard Krister Stendahl, estabeleceu três regras para a compreensão e o diálogo inter-religioso:
(1) Quando estamos a tentar entender outra religião, devemos obter a resposta junto de um aderente ou fiel dessa religião e não de um dos seus inimigos;
(2) Não comparemos aquilo em que somos ou que fazemos melhor com o que os outros têm de pior;
(3) Deixemos que haja um “inveja sadia” ao encontrarmos aspectos noutras fés que gostaríamos de copiar ou imitar;
Estes princípios promovem o relacionamento e a compreensão entre as religiões que por sua vez estabelecem uma base de confiança para se empreenderam esforços de ajuda e auxílio aos necessitados.
As necessidades físicas e espirituais do mundo em que vivemos requerem boa-vontade e cooperação entre diferentes fés. Cada uma delas aporta uma contribuição valiosa a uma comunidade mais alargada de pessoas, crentes ou não. Um dos primeiros  responsáveis da Igreja, Orson Whitney dizia: “Deus está a usar mais do que um povo para realizar a grande e maravilhosa obra. Não podemos fazê-lo em solitário. É demasiado vasto e imensamente árduo para ser feito só por uma comunidade ou povo.”
Por esta razão, os membros da Igreja não vêem os crentes de outras confissões que estão espalhados por todo o mundo como adversários ou concorrentes, mas como parceiros em muitas causas comuns para se fazer o bem em todo o mundo.
Nos últimos os esforços de ajuda humanitária da Igreja no Haiti, na América do Sul, no Japão e em África, por exemplo têm sido realizados por nós em colaboração com outras confissões religiosas, nomeadamente a Igreja Católica e as Comunidades Islâmicas dessas áreas.
Importa referir que o diálogo e a cooperação inter-religiosa não exige que haja uma transigência em termos de doutrina. Apesar de reconhecermos que somos independentes uns dos outros e que temos diferenças doutrinárias, este facto não nos têm impedido de fazermos parcerias com outras igrejas e credos em projectos de ajuda e de caridade.
As pessoas que estão de boa-fé não precisam de ter exactamente as mesmas crenças para que possam alcançar grandes coisas ao serviço dos seus semelhantes. Mas precisam de se unir para perseverar a maior das liberdades: a liberdade religiosa.
Todos os estudos independentes mostram que as nações que incentivaram a liberdade religiosa testemunharam os seus efeitos positivos na sociedade. É reconhecido que a religião confere benefícios que são vitais, incluindo a harmonia e a estabilidade, para as sociedades que a promovem.
Há alguns dias atrás o Sr. Procurador Geral da República afirmava que a crise não pode ser uma desculpa para abandonarmos os valores e ideiais que devemos viver. Como membros da Igreja e seguidores de Jesus Cristo afirmamos inequívocamente que estes valores estão presentes nas nossas vidas a cada momento e são fonte de consolo, ânimo e esperança - valores que a sociedade precisa deseperadamente de começar a viver.

RTP - A FÉ DOS HOMENS

O primeiro casamento civil sob a forma religiosa realizado pela Igreja, no programa "A Fé dos Honens", na RTP2

Na RTP2, às 18:00 de Lisboa - será transmitido o prgrama "A Fé dos Homens". Destaque para a o primeiro casamento civil sob a forma religiosa celebrado pela Igreja em Portugal

Programa "A Fé dos Homens", na RTP2
No programa vai-se abordar o momento histórico que se viveu no dia 2 de Julho de 2011. Nesse dia A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos realizou o primeiro casamento civil sob a forma religiosa, uma figura legal concedida  a algumas confissões e credos religiosos no nosso país.
Os noivos Ryan Turner e Patrícia Moreira tornaram-se o primeiro casal a usufruir desta oportunidade maravilhosa e tão significativa da maturidade e progresso feitos pela Igreja em Portugal. O casamento foi celebrado pelo Presidente da estaca de Lisboa, o irmão Gustavo Silva, na bela capela da Igreja na cidade de Cascais. A cerimónia foi realizada em inglês e português, para que os familiares e amigos de ambos os nubentes pudessem compreender todo o acto na sua plenitude.
O Presidente Gustavo Silva foi previamente credenciado e autorizado a celebrar este casamento, de acordo com os requisitos da nova lei. As certidões de casamento foram completadas e assinadas pelos noivos e pelas testemunhas no local, não tendo sido necessária a presença de nenhum representante de uma conservatória do registo civil, como é tradicional.
O novo casal celebrou posteriormente o casamento para a eternidade no templo de Madrid, em Espanha. Esta data será um dia que certamente sempre recordarão por vários motivos, um deles o facto de terem sido os primeiros em Portugal a realizaram este casamento civil sob a forma religiosa.
A não perder, no canal RTP2 - a 15 de Março de 2012, a partir das 18:00 horas (de Lisboa) a reportagem sobre este acontecimento histórico.

RTP - A FÉ DOS HOMENS

To Learn, to Do, to Be - President Thomas S. Monson - October 2008 Gener...

Muitas áreas do mundo têm experimentado tempos econômicos difíceis. Negócios falharam, postos de trabalho foram perdidos e investimentos têm sido comprometidos. Temos de fazer certos de que aqueles para os quais partilhamos a responsabilidade não vá com fome ou despidas ou descampado. Quando o sacerdócio da igreja juntos funciona como um encontro destas condições irritantes, perto de milagres ocorrem.

Instamos todos os Santos dos últimos dias a ser prudente em seu planeamento, para ser conservador em sua vida e para evitar dívidas excessivas ou desnecessárias. Os assuntos financeiros da Igreja estão sendo gerenciados dessa maneira, pois estamos cientes de que seu dízimo e outras contribuições não vieram sem sacrifício e são fundos sagrados.

Vamos fazer nossos santuários de casas de Justiça, locais de oração e moradas do amor que nós talvez mereçam as bênçãos que podem vir somente de nosso Pai celestial. Precisamos de sua orientação em nossa vida diária. Thomas S. Monson

Romney lidera preferências dos republicanos mas perde para Obama | iOnline

Destaques da Conferência Geral


I Am a Child of God - Sou Um Filho de DEUS

Manaus Brazil LDS (Mormon) Temple Construction Photographs

LocalizaçãoEstrada da Ponta Negra, Manaus, AmazonasBrasil.
Anuncio: 23 de maio de 2007
Cerimonia de Abertura de Terra e Dedicação do Terreno: 20 de Junho de 2008
Estado da Construção
Em dezembro de 2010, o molde da torre única do Templo de Manaus Brasil estava pronto. A construção do edifício auxiliar que servira como alojamento esta ocorrendo simultaneamente.
A abertura de terra para a construção do templo às margens do poderoso rio Negro aconteceu em uma sexta-feira dia 20 de junho de 2008. Élder Charles A. Didier presidiu a cerimonia do sexto Templo do Brasil. O programa incluiu discursos inspiradores e musicas oferecida por um coro.
Manaus é a capital do estado do Amazonas. Ele está localizado no Rio Negro a cerca de 17 quilômetros acima da sua confluência com o rio Amazonas. Para os milhares de santos do norte do Brasil, que durante vários anos viajavam dias para chegar ao Templo de Caracas na Venezuela, e do Templo de Recife Brasil, ou do Templo de São Paulo Brasil, um templo em Manaus é uma verdadeira bênção.
Fatos do Templo
O Templo de Manaus Brasil será o sexto templo a ser construído no Brasil.
O Templo de Manaus Brasil será o único templo que terá uma porta adicional para as pessoas que chegaram ao templo pelo rio.
http://mormontemples.org/por/manaus 
Manaus Brazil LDS (Mormon) Temple Construction Photographs

LDS leader takes VIP flight with Blue Angels | ksl.com

Young Church Service Missionaries: Elder Wyatt

Escolha Musical Celtic Woman - When You Believe

Pres. Uchtdorf takes VIP flight with Blue Angels

Em antecipação a este fim de semana "Thunder Over Utah" Air Show em St. George, os  Blue Angels convidaram alguns poucos pilotos VIP. Entre eles, Dieter F. Uchtdorf, Segundo Conselheiro na Primeira Presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.
Um piloto experiente si mesmo, para o Presidente Uchtdorf foi uma oportunidade de voar nos céus mais uma vez.

Leia o resto desta história em ksl.co

Organização Moças SUD: Gráfico de Leitura do Livro de Mórmon

O EFY é um programa para jovens cujo objectivo é o de encorajar, ajudar e guiar os jovens participantes (com idades entre os 14 e os 18 anos) nos seus esforços de "virem a Cristo". O EFY estabelece um ambiente no qual os jovens têm a oportunidade de se desenvolver espiritual, física, intelectual e socialmente. Os programas do EFY são realizados por todo o mundo na época do Verão, participando neles mais de 50 mil jovens. As sessões são primordialmente supervisionadas por conselheiros jovens adultos entre os 20-30 anos e que são um modelo positivo para os jovens. Todas as sessões são dirigidas por instrutores
mais informaçõe em:

Foi Lançado o Site efy para portugal

Foi Lançado em Portugal o Site Efy - Especialmente para a Juventude
Neste site os participantes desta conferencia Bi-anual podem encontrar todas as informações desta actividade.
Esta actividade destina-se a todos os jovens dos 14 aos 18 anos que aceitem os padrões estipulados para este tipo de actividades.


Para mais informações consulte:
http://www.efyportugal.org

Conferência JAS 2010



Foi anunciado recentemente a data definitiva para a Conferência Nacional de Jovens Adultos Solteiros 2010, que se irá realizar em Braga de 25 a 28 Agosto.
Em breve daremos mais informações sobre o programa e inscrições.
Aproveitem para fazer os preparativos e convidar amigos.
Vai ser com certeza uma excelente conferência.

Precisamos de autores!

A revista Vida Mórmon vem por este meio requisitar a colaboração dos SUD lusófonos no aprimoramento e aprofundamento deste nosso projecto, dado que a nossa ambição ultrapassa o formato da revista digital.
Os nossos objectivos são um pouco ousados mas não os julgamos inultrapassáveis, estamos a trabalhar com o intuito de conseguir produzir fisicamente, em papel, a Vida Mórmon, até final de 2010 e, assim o esperamos, uma colecção de livros baptizada com o mesmo nome e dedicada à cultura mórmon lançada em 2011.
Os nossos meios são modestos mas a nossa vontade é imensa, para o concretizar estamos a abrir as nossas portas a mais voluntários, acha que consegue escrever? Pois, nós queremos lê-lo!
Quer na edição em papel quer na edição digital a Vida Mórmon precisa de autores de língua portuguesa.
Caso queira colaborar com um texto seu em qualquer uma, ou até em mais que uma, destas secções não hesite em contactar-nos pelo vidamormon@gmail.com.
Estamos a preparar as seguintes secções permanentes:

Actividades em Família
Culinária
Prontidão de Emergência
Cinema
Música
Literatura
Opinião
Notícias/Actividades SUD
Conto/Ficção SUD